Terça-feira, 2 de Março de 2004

SERENIDADE - O CAMINHO DO CAMPO II

O caminho do campoII.jpg
O simples encerra o enigma do duradoiro e grande. Súbito assola a morada dos homens e requer uma longa medrança. Na in-aparência do sempre idêntico dissimula-se a sua benção. Da vastidão de todas as coisas maduras que se detêm junto do caminho, eclode o mundo. Como diz Mestre Eckehart, velho mestre da escola e da vida, pensador e sábio, Deus só começa a ser Deus no não-dito da sua linguagem ;«Ó meu Deus, livra-me de Deus». mas o apelo do caminho do campo apenas fala, na medida em que à homens (são aqueles) que, nascidos na sua atmosfera, o podem escutar. Eles são servos da sua proveniência, mas não escravos de estratagemas. Debalde procura o homem, através dos seus planos, impor uma ordem à terra, se ele mesmo não está ordenado ao apelo do caminho do campo. Eminente é o perigo de que os de hoje fiquem insensíveis à sua linguagem, eles que, por já só ouvirem o ruído das máquinas, quase o tomam pela voz de Deus. Assim se torna o homem disperso e errante. Aos dispersos o simples parece monótono. A monotonia enfastia e os enfastiados só podem encontrar o igual. O simples escapou-se. A sua força silenciosa esgotou-se. Depressa decresce o número daqueles que ainda conhecem o simples como um bem por eles conquistado. Em todo o lado, porém, esses poucos serão os duradouros. Graças ao suave poder do caminho do campo. poderão eles um dia sobreviver às forças gigantescas da energia atómica, extraída pelo humano calcular e por ele produzida em detrimento do seu próprio agir. O apelo do caminho do campo desperta uma inclinação para o que é livre e, no momento propício, transforma a tristeza numa derradeira serenidade. Esta impede o exagero do trabalho em exclusivo que, por si mesmo, só promove o vazio.

publicado por jmdslb às 01:26
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 3 de Março de 2004 às 23:15
Pois é malukita tu também tás atrevida! "MUAH"!Joao
(http://www.causafilosofica.blogs.sapo.pt)
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Março de 2004 às 18:34
Kurto muiitu us teus textos saum muiitu giros...
Também gostei dumas certas imagens lá em baixo...
Aonde é k u senhor anda...
Ai k pouka vergonha...
lolololool...
Xau jks da tua migita malukitamalukita
(http://eskesito.blogs.sapo.pt)
(mailto:vhkj@hjfgg.pt)


De Anónimo a 3 de Março de 2004 às 00:00
Yá,e então quando não sabem encontrar o simples no Todo !Joao
(http://wwww.causafilosofica.blogs.sapo.pt)
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pr)


De Anónimo a 2 de Março de 2004 às 23:24
"A monotonia enfastia e os enfastiados só podem encontrar o igual" ... Nem mais!!! Hoje estou contigo!!!rafapaim
</a>
(mailto:filosofiabarata@sapo.pt)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Vita Nuova

. ...

. Saudade ll

. ANGEL

. SIRENIA

. OT3P

. STEVE VAI

. The Raconteurs

. Dimebag Darrel

. Zakk Wilde's tribute to D...

.arquivos

. Outubro 2011

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

.links

.Player Guitar

EscudoAca.jpg

philosop.gif

Zakk Wylde Zakk Wylde: National Anthem

Add to My Profile | More Videos
logo_che.gif

.KLIK EM CADA VIDEO-THERÍON

.FILOSOFIA E LITERATURA

.Contador



.MYSPACE - BANDAS

.subscrever feeds