Domingo, 26 de Junho de 2005

OS AMIGOS - EUGÉNIO DE ANDRADE

Os amigos

Os amigos amei
despido de ternura
fatigada;
uns iam, outros vinham,
a nenhum perguntava
porque partia,
porque ficava;
era pouco o que tinha,
pouco o que dava,
mas também só pedia
a liberdade;
por mais amarga.

1-10-64
(publicado no catálogo da exposição "Eugénio de Andrade - 30 Anos de Trabalho", Fundação Engº António de Almeida, Porto, 1976)



publicado por jmdslb às 01:35
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 28 de Junho de 2005 às 13:43
Qual buraco da fechadura?

Beijinho grande para ti : )Sónia
(http://www.lbutterfly.blogs.sapo.pt)
(mailto:soniapires@iol.pt)


De Anónimo a 27 de Junho de 2005 às 21:46
Lindo como só Eugénio sabia fazer...ficamos com as suas palavras que alimentam tantas almas...Andreia Cardoso
</a>
(mailto:ashc@sapo.pt)


Comentar post