Segunda-feira, 20 de Dezembro de 2004

QUADRA NATALÍCIA - "LIGHT"


the_long_hello_v2-1c.jpg



Para não pensar,pois o cérebro nesta quadra é para relaxar!...

ESTRELAS

Sobre o Japão é tudo estrelas
estrelas que fedem a petróleo
estrelas que falam como gringo
estrelas chocalham como Fordes velhos
estrelas da cor da Coca-Cola
estrelas que zumbem de geladeira
estrelas com gosto de enlatado
estrelas tratadas a algodão e pinça
esterilizadas com formol
estrelas com radioactividade
algumas delas muito velozes para os nossos olhos
algumas destas estrelas com órbitas excêntricas por aí abaixo
vão de mergulho ao alicerce do universo
sobre o Japão é tudo estrelas
e nas noites de invernia
realmente em toda a noite
sua cadeia estendem dura e fria.


TAKENARA IKU

publicado por jmdslb às 00:45
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 20 de Dezembro de 2004 às 21:06
Alexandra como dizia à Sonia,o homem é a estrela,mas indubitavelmente que existem outros homens que realmente são estrelas cadentes ou diria mesmo,umas nebulosas ou cometas sem cabeça mas com uma grande cauda,e neste momento estou a recordar-me de tantos...Xau,boa inspiração para a tua escrita que adoro!Beijokas!!!!!!!!!!!!!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2004 às 21:01
Sonia o próprio homem é a estrela,é o centro do mundo,a totalidade incomensrável apesar de ser finito.Fica bem e passa uma boa semana com os maiores votos de Feliz Natal.Jinhos!!!!!!!!!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2004 às 20:57
Vampiria sinto-me feliz por teres gostado,é mais uma contribuição serena para que a poesia sirva de alguma maneira para valorizar a vida em si e não o pensamento calculista que a sociedade nos educou,é pena este não ser da minha autoria,mas reconheço que foi uma opção feliz.Xau Xau,Beijokas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2004 às 13:31
Nem todas as estrelas criadas pelo Homem têm o poder de fazer sonhar com o seu brilho... geralmente, são estrelas cadentes e onde caem fazem nódoa ou buraco... melhor que isso será não contrariar a força da Natureza? Eu concordo.
Um beijo enorme :**** adorei este poema que não conhecia; fez-me pensar nas coisas do costume vistas por outro prisma... o das constelações ;)alexandra
(http://fra-gil.blogspot.com)
(mailto:alexandrantunes20@hotmail.com)


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2004 às 08:37
Nada que se possa escrever ... ás estrelas que criamos... sim, porque o Homem também pode criar estrelas.
Beijinhos e boa semanita natalicia
Sónia
(http://www.lbutterfly.blogs.sapo.pt)
(mailto:soniapires@iol.pt)


De Anónimo a 20 de Dezembro de 2004 às 03:52
Obrigada pelo teu comentário, adorei (vai aparecendo *)

Em relação ao poema....neste momento só consigo dizer...lindo..gostei imenso* li e reli, e tornei a ler*Vampiria
(http://www.childrenofglamour.blogs.sapo.pt)
(mailto:dirtyvampiria@hotmail.com)


Comentar post