Segunda-feira, 22 de Novembro de 2004

UMA VISÃO DAS PAIXÕES REPRESENTADAS NUMA CORRIDA



g24794pa3g8Guns non Roses.jpg



s_heroes.gif







Se compararmos a vida do homem com uma corrida - na qual
embora ele não possa ocupar todas as posições, pode porém
manter-se nela à caça dos seus propósitos -, poderemos tanto
constatar quanto recordar quase todas as paixões mencionadas
anteriormente. Mas devemos entender que essa corrida não tem
nenhum outro objectivo ou outro prémio além de nos mantermos
em primeiro lugar, e que nela :

Esforçar-se é [apetite].

Ser preguiçoso é [sensualidade].

Respeitar os que estão à nossa volta é [glória].

Respeitar os que estão diante de nós é [humildade].

Perder o juízo ao relembrar algo, [vã glória].

Ser barrado, [ódio].

Voltar atrás, arrependimento.

Estar com fôlego, esperança.

Tombar por exaustão, desespero.

Esforçar-se por se igualar ao próximo, emulação.

Por suplantá-lo ou ultrapassá-lo, [invenja].

Resolver enfrentar um obstáculo previsto, [coragem].

Enfrentar um obstáculo imprevisto, [ira].

Enfrentá-lo com facilidade, [magnanimidade].

Perder o juízo por causa de pequenas dificuldades,[pusilanidade].

Cair diante do inesperado,uma disposição para chorar

Ver o outro cair,uma disposição para [rir].

Assistir ser ultrapassado de quem não passaríamos é piedade

Assistir a alguém ultrapassar de quem não passaríamos é indignação.

Ser sustentado por alguém é [amar].

Levar a alguém o que o sustente é caridade.

Magoar-se com a própria precipitação é [vergonha].

Ser ultrapassado continuamente é miséria.

Ultrapassar continuamente o nosso próximo é [felicidade].

E abandonar o percurso é morrer.


THOMAS HOBBES (Séc XVII)





publicado por jmdslb às 23:59
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Anónimo a 24 de Novembro de 2004 às 00:52
É uma exaltação da época,não esqueçamos que nos situamos no séc.XVII, e neste sentido o autor quer dizer (need)necessidade. O amor é necessidade justamente porque é uma concepção da necessidade que um homem tem daquela única pessoas desejada.E a causa dessa paixão pode não ser sempre a beleza ou outra qualidade do amado, a menos que exista enquanto uma esperança naquele que ama.O sustentar nada tem a ver aqui com a esfera do eco-nomos,mas sim por um quadro de alegria sustentável que os homens sentem na fruição de algum bem presente no qual está implícito o amor oferecido que os homens dão uns aos outros ou o prazer que eles têm da companhia de outrem.É a necessidade derivada da aptência do homem pela sociabilidade.Os homens são sociáveis por natureza.Um abraço.Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 23 de Novembro de 2004 às 19:44
:) Talvez o sustentado se refira a "apoiado" ..? Beijinhos In Perfeita
(http://inperfeicao.blogspot.com/)
(mailto:In_perfeita@hotmail.com)


De Anónimo a 23 de Novembro de 2004 às 16:54
Concordo com todas com uma excepção. "Ser sustentado por alguém é amar" não compreendo...polittikus
(http://polittikus.blogspot.com)
(mailto:pp@sapo.pt)


Comentar post