Sexta-feira, 29 de Outubro de 2004

O DITADOR FRANCO GENERALÍSSIMO EL CAUDILHO

prop_franq.jpg



loyalist.jpg


Acabei de ver na RTP 1 um documentário sobre a relação dos irmãos ibéricos
Oliveira Salazar e o fascista El Caudilho Franco durante todo o processo de
acção na trágica Guerra Civil Espanhola.
No que se refer à posição assumida pelo governo de Lisboa de Oliveira Salazar
neste contexto, ou melhor, da atitude de Portugal em relação a tão importante
acontecimento, são escassos os trabalhos que tratam a matéria com a devida
objectividade e independência.
Compreende-se a razão desta escassez de informação,uma vez que, tendo,
desde o começo, o governo de Salazar resolvido favorecer e ajudar o movimento
rebelde e fascista,escolheu um compromisso evidente com estes, escamoteando
por todos os meios os sinais da sua tendenciosa preferência. A princípio, enquanto
as posições não estvam definidas, essa atitude das autoridades portuguesas não
aparecia ainda bem nítida e escondia-se cautelosamente num emaranhado confuso
de equívocas decisões.
Só passados alguns anos mais tarde,começou aparecer documentação que demonstra
sem sombra de dúvida, o comprometimento do Governo português na campanha de
Franco. O Portugal fascista de Salazar foi de facto a par da Itália de Mussolini e da
Alemanha de Hitler,um dos maiores responsáveis pela vitória dos nacionalistas fascistas.
Foi através de Portugal que desembarcava a maioria do material militar,no Tejo,
em navios consignados aos franquistas, e Salazar deu instruções explícitas para que
o material fosse imediatamente desembarcado e expedido se demora para as tropas
franquistas, isso na altura que Portugal afirmava peremptoriamente a sua neutra -
lidade e dificultava a instslação de observadores estrangeiros na fronteira,onde se
praticavam os maiores horrores de crimes contra as populações vizínhas que se
refugiavam no nosso país. A polícia política de Salazar conjuntamente com a Guarda
Nacional Repúblicana de serviço nas primeiras linhas das Raias fronteíriças prendiam
os desgraçados dos refugiados espanhóis que por sua vez os entregavam às auto -
ridades franquistas para que fossem fuziladas. Comenteram-se inúmeros crimes, lá
e cá,com a conveniência de ambas autoridades fascistas. As pessoas eram colocadas
em camiões e levadas para os curros das praças de touros, onde mais tarde eram
condenadas à morte por fuzilamento sem direito a defesa. Salazar com as mãos
cheias de sangue espanhol e português(Por essa altura inaugurou o campo de con
centração do Tarrafal) cumpriu assim os altos desígnios de Deus,Pátria e Família, com
a graça de Deus nosso senhor!...e mais não digo...pois os crimes continuaram no
pós-guerra,pelos anos 40,50,60 e 70. A repressão nestes anos posteriores ao final
da guerra foram ainda mais ferozes,milhares de prisioneiros foram mortos ou desa-
pareceram...

publicado por jmdslb às 02:36
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De Anónimo a 30 de Outubro de 2004 às 15:00
Para o M!Claro que me podes linkar.Se kiseres saber mais coisas sobre esta matéria diz,possuo uma longa bibliografia.Quanto à homenagem da Catalunha de Orwell,claro que ke já li e mais que uma vez.É um excelente livro em que ele explica a grande confusão que encontrou ao chegar ao campo de combate,derivado aos muitos partidos políticos existentes e que se guerreavam entre si,isto é dizer,o divisionismo da esquerda com os anarquista.Orweel quando chegou incluído nas Brigadas Internacionais para combater os nacionalistas de Franco foi colocado num partido chamado P.O.U.M que era uma mistura de socialismo com anarquismo,nem ele próprio percebeu bem.De qualquer maneira,existem duas grandes obras,além de Heminguey,"Por quem os Sinos Tocam",a saber, "A Esperança" de Andre Malraux e "Os Grandes Cemitérios sob a Lua" de Bernanos.Bom fim de semana,um abraço!!!!!!!!!!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 30 de Outubro de 2004 às 14:48
Ya foram 3 anos terríveis de uma guerra entre irmãos,guerra civil do pior que pode suceder a uma Nacão sem Razão de Estado e na qual Hitler ensaiou e praticou os maiores bombardeamentos aéreos sobre as populações civis,o preságio para a Segunda Guerra Mundial.Beijokas!!!!!!!!!!!!!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.py)


De Anónimo a 30 de Outubro de 2004 às 14:45
obrigado monica os linkin Park são na verdade excelentes.Bom fim de semana,jinhos!!!!!!!!!!!!1Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2004 às 23:58
Gostei particularmente deste post pois surge numa altura em que estou bastante interessado no que aconteceu em '36, '37 lá para os lados da Catalunha. Estou neste momento a ler "Homage to Catalonia" de George Orwell, o que recomendo se ainda não leste. Aproveito ainda para perguntar se posso linkar o teu blog no meu.

Abraço.M.
(http://semente.weblog.com.pt)
(mailto:l36544@yahoo.com)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2004 às 21:23
tempos tristes, mas uma nova espécie de ditadura se avizinha....infelizmentepaulinha\
(http://paulinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:lita_kida@hotmail.com)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2004 às 21:06
este meu comentário não tem nada a ver com o resto, mas eu já te disse que a escolha da música que colocaste foi excelente?monica
(http://mco.blogs.sapo.pt)
(mailto:monicacarvalho1@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2004 às 12:37
É monica!Uma guerra trágica,mesmo aqui ao nosso lado,não foi em África nem na Ásia.E que Portugal através do Governo de Salazar contribuiu e em grande escala,para todos os horrores e morticínio que daí adveu.POR QUEM OS SINOS DOBRAM!...Beijokas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 29 de Outubro de 2004 às 09:53
Tempos complicados que ficaram na história mundial pelo seu negativismo animalesco que a mim me revolta imenso!
As pessoas eram discriminadas , torturadas só por serem diferentes ou quererem algo melhor para as suas vidas! Atitudes que demonstraram claramente o diabólico que existe no homem na sua mais pior forma! Muito obrigado pelos teus temas interessantesmonica
(http://mco.blogs.sapo.pt)
(mailto:monicacarvalho1@sapo.pt)


De Pedro Silva a 8 de Fevereiro de 2011 às 12:33
Estar ao lado dos verdadeiros espanhóis contra os comunas e anarcas É UM ORGULHO! Viva SALAZAR!" Viva PORTUGAL!


Comentar post