Sábado, 9 de Outubro de 2004

MORREU JACQUES DERRIDA

_40160454_derrida203bafp.jpg



FOI COM GRANDE PESAR QUE RECEBI A NOTÍCIA DA MORTE DE DERRIDA.
POR IRONIA DO DESTINO ESTAVA RELENDO "AS MARGENS DA FILOSOFIA",
OBRA DO PRÓPRIO ESCRITOR-FILÓSOFO, QUANDO VIA OS COMENTÁRIOS
DO BLOG BARNABÉ. INDUBITAVELMENTE UMA GRANDE PERDA PARA TODA
A OCIDENTALIDADE FILOSÓFICA E DE TODA A NOSSA CULTURA. TIVE A
FELICIDADE DE O CONHECER QUASE HÁ UM ANO AQUANDO DO SEU DOUTO-
RAMENTO HONORIS CAUSA NA UNIVERSIDADE DE COIMBRA(Novembro 2003)
E COMO PROJECTOU A CIDADE DE COIMBRA COM O ESTATUTO DE CIDADE-
REFÚGIO,DE HOSPITALIDADE E ACOLHIMENTO DE TODOS OS ESCRITORES
PERSEGUIDOS E EXILADOS.(VER NO ARQUIVO DE MARÇO NOTÍCIA SOBRE
O EVENTO) FOI DE FACTO ASSINALÁVEL E INESQUECÍVEL ESSES TRÊS DIAS DE
CONVÍVIO NO COLÓQUIO SOBRE "A SOBERANIA,CRITICA,DESCONSTRUÇÃO,
APORIAS EM TORNO DO PENSAMENTO DE JACQUES DERRIDA ",NO QUAL TAMBÉM
ESTEVE PRESENTE OUTRA GRANDE FIGURA DO PENSAMENTO FILOSOFICO FRANCÊS
JEAN-LUC-NANCY.INFINITAMENTE MEMORÁVEIS VÃO FICAR ESSES MOMENTOS,OU
COMO DIZIA S.AGOSTINHO,"NO PALÁCIO DA NOSSA MEMÓRIA",DE FACTO FOI UM
DEBATE INTENSO EM QUE JÁ SE NOTAVA UM CERTO AR DE CANSAÇO OU DE DOENTE
DO NOSSO FILÓSOFO. PAZ Á SUA GRANDIOSA ALMA.
COSMOPOLITAS DE TODOS OS PAÍSES
MAIS UM ESFORÇO!

Foi esse o título de uma das suas obras mais recentes em que o nosso filósofo
aborda o registo político da soberania e o do estatuto das Cidades-Refúgio no
contexto dos escritores exilados e perseguidos pela censura dos seus próprios
Países. Derrida sublinha assim em determinado ponto;«...a nossa experiência
das cidades-refúgio não seria apenas o que deve ser sem demora,a saber,uma
resposta de urgência,uma resposta justa,em todo o caso mais justa do que o
direito existente,uma resposta imediata ao crime,à violência,à perseguição.Esta
experiência das cidades-refúgio,eu imagino-a também como o que dá lugar,um
lugar de pensamento,e é ainda o asilo ou a hospitalidade,à experimentação de
um direito e de uma democracia por vir. No limiar destas cidades,destas novas
cidades que seriam outra coisa que "cidades novas",uma certa ideia do cosmo-
politismo,uma outra,não chegou talvez ainda.
--- Sim --- chegou...
--- então,não se a reconheceu talvez ainda...»

Aproveito para enviar um abraço de solidariedade para as Doutoras:
MARIE-LOUISE MALLET [CIPh/France]
MIREILLE CALLE-GRUBER [U Paris 8/France]
PEGGY KAMUF [U Califórnia/USA]
E ESPECIALMENTE PARA FERNANDA BERNARDO FILÓSOFA E TRADUTORA
DE JACQUES DERRIDA EM PORTUGAL [U de Coimbra]







publicado por jmdslb às 23:44
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Anónimo a 12 de Outubro de 2004 às 01:39
Lamentavelmente este óbito foi dos mais conhecidos da nossa actualidade.Fica bem alface,Jinhos!!!!!!!!!!!!!!1Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Outubro de 2004 às 01:37
Claro sempreespecial,como Camões,não fosse Derrida tb um escritor-filósofo.Beijinhos!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Outubro de 2004 às 22:25
´bem, sou uma leiga em filosofia, apenas conheço oa filisofos mais conhecidos...mas d qq forma, é sempre lamentavel a perda de alguémalface
(http://delisboaaoporto.blogs.sapo.pt)
(mailto:lita_kida@hotmail.com)


De Anónimo a 10 de Outubro de 2004 às 23:54
"aqueles que da lei da morte se libertarem", diz Camões. Derrida é um deles.

Esses outros, são quem?

Boa semana, João. :-)**nadaespecial
(http://amoergosum.blogs.sapo.pt)
(mailto:amoergosum@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Outubro de 2004 às 16:41
Sem dúvida alguma amiga!Uma grande perda,que infelizmente,como já li em diversos posts reacçionários da blogosfera,ofenderem a memória ainda quente do homem.Enfim,ignorâncias...passa bem o resto do fim de semana.Jinhos!!!!!!!!!!!!!!!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Outubro de 2004 às 16:09
Um senhor k marcou muita gente,uma grande perda... Beijokas***Monica
(http://wwwmypapermoon.blogspot.com)
(mailto:mnh@sapo.pt)


De Anónimo a 10 de Outubro de 2004 às 03:33
Um pensador que marcou toda a nossa cultura ocidental.Um dos maiores na segunda metade do séc.XX.Um meu mestre que marcou a minha maneira de pensar e de encarar a realidade racional.Era um véu...à vela!Tou triste!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 9 de Outubro de 2004 às 23:52
Um homem que marcou o pensamento ocidental em certos meios...polittikus
(http://polittikus.blogs.sapo.pt)
(mailto:pp@sapo.pt)


Comentar post