Sexta-feira, 30 de Julho de 2004

MEDO & ESPERANÇA são VISÃO

Rosto velho.jpg


Eis que vi afinal;//
Não morre o homem imortal /
Cai já a noite sombria /
Sobre o labor do meu dia //
Da morte aberto o portão /
Casula o verme no chão: /
Irmã, Mãe, Filha & Mulher //
Do ventre à cova és meu ser /
Teces dos sexos a lida /
Prantas na Teia da Vida. //

publicado por jmdslb às 00:36
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Anónimo a 3 de Agosto de 2004 às 18:09
Onde andas amigo João?
Férias?
Se assim for, desejo-te um excelente descanso, amigo!
Quanto ao poema de medo e esperança, prefiro ficar-me pela esperança. E enfrentar o medo. :) Bjitos
Anjo do Sol
(http://palavrasapenas.weblog.com.pt)
(mailto:anjodosol@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Agosto de 2004 às 18:00
vou levar este teu poema para o reler com calma.
votos de um excelente mês de Agosto. de férias? Que sejam maravilhosas. :-)**nadaespecial
(http://amoergosum.blogs.sapo.pt)
(mailto:verdepinho@portugalmail.pt)


De Anónimo a 1 de Agosto de 2004 às 14:38
Oi tudo bem!Passa um bom domingo cara amiga e volta mais vezes pra ouvires Amy Lee.Fica bem.Jinhos doces!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!joao
</a>
(mailto:LMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Agosto de 2004 às 10:34
Gostei muito do poema sabes, mas tenho de confessar que a meio dele perdi a concentração, ouvi o my immortal de olhos fechados, não consegui evitar, desculpa, tens um bom gosto. Um beijo doceMissLadyMystery
(http://MundoDosSonhos.blogs.sapo.pt)
(mailto:lovespellyou@portugalmail.pt)


Comentar post