Domingo, 11 de Julho de 2004

O CHOQUE - MARIA DE LURDES PINTASSILGO

getimage100.jpg

Mais uma grande senhora que nos deixou.
Depois do triste discurso do Sampaio eis
a noticia com arauto de mau agoiro da morte
de uma lutadora de grandes causas,uma senhora
que lutou pela justiça social,pela igualdade,pela
fraternidade,pelos direitos humanos,pelas mulheres
por tudo aquilo que acreditava afincadamente.Uma
mulher inteligente e tremendamente CULTA. Sophia
se fosse ainda viva assim a homenageava como ela
assim o fez na altura da sua morte:
Como disse Maria de Lourdes Pintasilgo: "somos todos poucos para dar um pouquinho daquilo que podemos imaginar que será necessário"

Com fúria e raiva acuso o demagogo/ Que se promove à sombra da palavra/ E da palavra faz poder e jogo/ E transforma as palavras em moeda/ Como se fez com o trigo e com a terra
E os poemas serão o seu próprio ar/ Canto do ser inteiro e reunido/ Tudo será tão próximo do mar/ Como o primeiro dia conhecido
Apenas sei que caminho como quem/ É olhado amado e conhecido/ E por isso em cada gesto ponho/ Solenidade e risco
Sophia de Mello Breyner








publicado por jmdslb às 01:40
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 12 de Julho de 2004 às 02:05
Uma ceifa tremenda com a charrua a levar os melhores!Um abraço amigo!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Julho de 2004 às 00:12
Mais uma grande perda naional. Ultimamente é uma ceifa...analfabeto
(http://analfabetosexual.blogs.sapo.pt)
(mailto:pp@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Julho de 2004 às 17:19
Amigo Zé folgo no teu regresso!Espero bem as tuas melhoras,pois parece que em quase sete dias Portugal perdeu duas Taças. A desportista e a da Democracia,uma vez, que um golpe palaciano tipo totalitarista,foi apadrinhado pelo Sampaio.Melhoras e boa semana,amigo!Abração!!!! Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Julho de 2004 às 16:59
Convenhamos João que após uma decisão perfeitamente arbitrária e do domínio da burrice, muitas pessoas além da Maria de Lurdes Pintassilgo se finaram pelas mesmas razões.
Se a maioria não se finou, deve-se ao facto de já nos irmos habituando às enormes patifarias da classe política.

Fizeste um post magistral.
Termminaste-o da melhor forma, com Sophia.

Abraços e desculpa esta ausência. Mas estive doente.
LetrasAoAcaso
(http://LetrasAoacaso.weblog.com.pt)
(mailto:manintherisingsun@hotmail.com)


De Anónimo a 11 de Julho de 2004 às 16:53
Apesar das diferentes formas de atingir os mesmos fins,essa ordem teleológica pode ser éticamente muito diferente.Há quem use todos os meios universalmente para atingir e justificar os fins.No entanto existe um princípio de esperença que muita gente confude com u-topia,um não-lugar,onde os sonhos são possíveis para contraiar essa imperfeição.Infelizmente ainda prevalece,a primeira,a teoria de Maquiavel.Falta equidade,igualdade e fraternidade para depois sim,alcançarmos o tal reino dos fins como imperativo categórico.Um abraço!!!!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 11 de Julho de 2004 às 01:52
Curvo-me, respeitosamente, perante a sua memoria pois apesar de ter uma visão diferente do forma de atingir os nossos objectivos, partilho-os.
Passa pelo Local Imperfeito pois há novos Estados.JAC
(http://jac.blogs.sapo.pt)
(mailto:jac_blog@sapo.pt)


Comentar post