Sábado, 3 de Abril de 2004

AVALANCHE - PARA SEMPRE ( 4EVER)

desire.jpg
Não me tens que impressionar / nem que seguir a corrente / vou apearme aqui / na margem do presente / onde o homem se asfixia / escreve um testamento em chile negro / o suplício é estar contigo / és a alquimia do meu veneno // A derrota não é uma opção e não há excusas / para sempre parece-me muito tempo // Para sempre, não há nada para sempre... // A influência da ira / e os impulsos da língua / não tenho toda a vida / ainda que haja caixinhas com surpresa / Virei com a boca amarga e o coração derrotado...// Para sempre,não há nada para sempre...

publicado por jmdslb às 20:06
link do post | comentar | favorito
16 comentários:
De Anónimo a 8 de Abril de 2004 às 21:53
"... a menos que o sempre faça parte do nosso vocabulário" gostei :)ApitBull
(http://apitbull.blogs.sapo.pt)
(mailto:ApitBullapitbull@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Abril de 2004 às 23:57
Para Todos! O sempre e o nunca são "sempre" problema do tempo.E o tempo é ser.O tempo como é infinio e o humano finito gera-se um conflito com base em vários sentidos e um desses é o amor.Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 4 de Abril de 2004 às 23:19
nada é para sempre. nem mesmo o tempo é para sempre quanto mais as coisas que dele dependem...abração:)Phobos
(http://filipeonline.blogs.sapo.pt)
(mailto:music_in_mars@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Abril de 2004 às 22:50
Há o "para sempre" do Vergílio Ferreira! E todos os outros "para sempre" que o são enquanto duram. Noite feliz. Abraço.adesse
(http://sulanorte.blogs.sapo.pt)
(mailto:skuld_m@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Abril de 2004 às 15:56
Força nisso...analfabeto
</a>
(mailto:pp@sapo.pt)


De Anónimo a 4 de Abril de 2004 às 13:04
A ilusão está mesmo muito perto da derrota ! Por isso para amar é preciso ter os pés bem assentes, apesar de por vezes parecer impossível.sonni
(http://metadedemim.blogs.sapo.pt)
(mailto:soniafxdias@sapo.pt)


De Anónimo a 4 de Abril de 2004 às 02:52
Para a Lara! Volta sempre quando precisares e fico contente por te poder ajudar nalguma emergência.Jinhos!!!!!!!!!!!!!!!!!!Joao
</a>
(mailto:JMDslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Abril de 2004 às 23:20
Ainda bem que dei cá um saltinho.Estava a precisar de ler um texto assim para definir algumas coisas que me aconteceram hoje...Obrigado pela ajuda.BeijosLara
(http://musicaportuguesa.blogs.sapo.pt)
(mailto:beduda@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Abril de 2004 às 23:19
Annie olá tens toda a razão.Mas aqui não contam as derrotas nem as vitórias,não se trata de uma guerra.É o amor muito mais que isso.Mas o que é o amor?jinhos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Joao
</a>
(mailto:JMdslbjoao@sapo.pt)


De Anónimo a 3 de Abril de 2004 às 23:08
Claro que não há o "para sempre" como não há "o nunca"... mas derrota?! Será que já insististe o suficiente para pensares em desistir?annie
(http:anniesblog.blogs.sapo.pt/)
(mailto:a@mail.com)


Comentar post